Governos e reguladores de todo o mundo têm sido deixados a brincar à apanhada quando controlam e compreendem o mercado criptográfico ? um facto que tem deixado muita incerteza para aqueles que querem investir em moedas virtuais. No entanto, como este novo tipo de moeda continua a crescer em popularidade, os governos e os organismos reguladores começam a tomar atenção. Como resultado, existem numerosos regulamentos legais relativos à utilização e compra de moeda criptográfica que os investidores e empresários precisam de saber antes de comprar ou vender fichas criptográficas.

venda pública bhero

Como ser uma Entidade Legal em Crypto

As empresas relacionadas com a cadeia de bloqueio permanecem em grande parte não regulamentadas na maioria das nações, apesar de o sector estar em rápida expansão. Além disso, a moeda criptográfica é ainda frequentemente vista como um método ou ferramenta para a actividade criminosa em alguns círculos, levando as empresas tradicionais a serem extremamente cautelosas e pouco dispostas a servir as pessoas envolvidas na moeda criptográfica. Por conseguinte, para demonstrar a sua credibilidade, muitas empresas relacionadas com a cadeia de bloqueio estão à procura de regulamentação.

Ao longo deste artigo, esperamos ajudar os empresários a compreender as implicações legais da criação de um símbolo, cobrindo o que é um parecer jurídico simbólico e porque é essencial, as vantagens e desvantagens dos regulamentos legais da moeda criptográfica, e oferecer alguns exemplos de países amigos da criptografia/conformidade.


Considerações legais ao emitir o seu próprio Token

A distribuição de fichas de um projecto Web3 envolve tipicamente três fases: desenvolvimento de um contrato inteligente e emissão e distribuição de fichas.

A fase de distribuição pode assumir muitas formas, como por exemplo:

  • venda de fichas privadas;
  • gotas de ar;
  • recompensas por piquetagem;
  • mineração simbólica;
  • mente simbólica;
  • troca de fichas;
  • vendas simbólicas públicas através de plataformas de lançamento ou anúncios em trocas de moedas criptográficas.

Cada método de distribuição tem requisitos legais diferentes, que vão desde a preparação dos documentos necessários até à recepção da autorização da autoridade pública.

O que é um Token Legal Opinion, e porque é que precisa dele?

Preparado por um profissional qualificado e licenciado, um parecer jurídico Token descreve a natureza legal do token (Token Legal Design) e explica os requisitos legais para a sua emissão. Devido a potenciais responsabilidades, tais como ter de reembolsar todo o seu financiamento angariado ou ser esbofeteado com multas pesadas, a qualificação legal das fichas é crucial para os empresários que operam em jurisdições regulamentadas.

Para além do aspecto jurídico do documento, uma boa opinião simbólica examinará a ficha em pormenor de uma perspectiva técnica, incluindo o respectivo whitepaper e toda a restante documentação e meios de comunicação social. Questões técnicas como a capacidade inata da ficha para ser trocada ou convertida em outros tipos de fichas seriam de importância vital para determinar o estatuto legal da ficha.

Uma vez estabelecido o estatuto legal de uma ficha, começa a fase seguinte do trabalho legal. Aqui, os profissionais do direito determinam os regulamentos que regem a emissão e distribuição de fichas. Dependendo do estatuto legal de um token, este pode estar sujeito a vários requisitos legais. Por exemplo, uma ficha de utilidade pode exigir uma licença especial ou aprovação simbólica do regulador. Além disso, os títulos ou instrumentos financeiros devem ser autorizados e registados junto das autoridades públicas que supervisionam os títulos e as bolsas de valores para a sua emissão e distribuição. Da mesma forma, os bens digitais devem cumprir as leis de protecção do consumidor e de comércio electrónico.


Selecção da Melhor Jurisdição para emitir Tokens

Ao analisar a legislação que afecta o símbolo que pretendem emitir, os advogados podem ajudar os fundadores iniciais a escolher a jurisdição com a certeza regulamentar mais significativa. A extensão das autorizações e licenças requeridas para a emissão do token e o estatuto legal do token são considerações importantes.

Algumas jurisdições são mais Amensíveis a certos tipos de Token do que outras?

Sim, alguns são. Aqui estão alguns exemplos:

  • Ficha de utilidades: Suíça, Singapura, Ilhas Caimão, Hong Kong;
  • Ficha de Segurança: Suíça, Liechtenstein;
  • Instrumentos financeiros/eMoney: Singapura, Reino Unido, Lituânia, Malta;
  • Bens digitais/NFTs: Reino Unido, EUA (Delaware), Países Baixos, Estónia.

Vantagens e Desvantagens dos Regulamentos Legais Crypto

Alguns entusiastas da criptologia acreditam que a auto-regulação é a chave para tornar o mundo um lugar melhor. Em contraste, outros acreditam que a regulamentação é o único caminho para a adopção em massa.

A regulamentação é má para a espaço criptográfico? Depende da sua perspectiva sobre o futuro a longo prazo do mercado. Aqui estão algumas vantagens e desvantagens de regulando o criptográfico mercado.

vantagens e desvantagens dos regulamentos legais criptográficos
vantagens e desvantagens dos regulamentos legais criptográficos

Vantagens:

Aumento da legitimidade e adopção generalizada: O cumprimento da regulamentação pode ajudar a obter a aceitação da moeda criptográfica pelo público em geral e pelas principais instituições financeiras;

Pode proporcionar maior clareza para os investidores: Actualmente, existe uma grande incerteza em torno das moedas criptográficas, devido à falta de regulamentação nesta área. Uma legislação adequada proporcionaria a clareza muito necessária aos investidores interessados em colocar o seu dinheiro neste mercado em expansão;

Pode promover a inovação e a concorrência: As moedas criptográficas são uma tecnologia nova e inovadora, e uma regulamentação adequada poderia promover mais inovação nesta área. Além disso, poderia promover a concorrência, proporcionando condições equitativas tanto para as empresas estabelecidas como para as novas empresas em fase de arranque;

A regulamentação pode também proporcionar maior clareza para fins fiscais, facilitando o cumprimento da lei por parte de empresas e indivíduos. Além disso, a regulamentação da moeda criptográfica poderia criar regras e procedimentos padronizados que tornariam mais fácil para as empresas aceitarem pagamentos criptográficos.

Desvantagens:

  • Inovação asfixiante: Demasiada regulamentação poderia asfixiar a inovação no espaço da moeda criptográfica. Ao regulamentar demasiado a indústria, as autoridades poderiam inadvertidamente tornar mais difícil o arranque de novos projectos e impedir que os já existentes atinjam todo o seu potencial;
  • Criação de barreiras à entrada: Outra desvantagem potencial do aumento da regulamentação é que poderia criar barreiras à entrada tanto para empresas como para investidores/utilizadores individuais. Se os requisitos regulamentares forem demasiado pesados, poderá dissuadir as empresas de operar no espaço e os indivíduos de comprar ou utilizar moedas criptográficas no seu conjunto;
  • Maior escrutínio: Outra desvantagem da regulamentação legal criptográfica é que provavelmente levaria a um maior escrutínio por parte dos governos e outras agências. Isto poderia resultar em custos de conformidade mais significativos e requisitos rigorosos de conhecimento do cliente (KYC). Também poderia levar a mais hacks e violações de dados, uma vez que seriam necessários intercâmbios e carteiras para armazenar informações sensíveis sobre os seus utilizadores;
  • Menos anonimato e privacidade: Uma das vantagens das moedas criptográficas é que oferecem aos utilizadores um elevado grau de anonimato e privacidade ao efectuarem transacções. No entanto, se as moedas criptográficas estiverem sujeitas a regulamentação legal, isto poderia potencialmente reduzir o nível de anonimato e privacidade oferecido por estas moedas digitais.

Conclusão

O quadro legal bem concebido de um projecto Web3 para a criação de fichas ajuda a proteger os fundadores de violações legais e multas regulamentares e simplifica a listagem de fichas em plataformas de mercado secundário, tais como as trocas de moeda criptográfica.

Além disso, a emissão de fichas e as restrições regulamentares são questões que os investidores normalmente levantam durante o processo de financiamento de empreendimentos Web3, e os potenciais investidores podem rejeitar fichas mal estruturadas por representarem um risco significativo.

No entanto, se quiser saber se é elegível para o programa de acelerador BHero, preencha este formulário.

Fontes:

https://www.investopedia.com/terms/b/blockchain.asp

https://www.coinbase.com/learn/crypto-basics/what-is-a-token

https://www.wix.com/blog/amp/2022/07/what-is-web3

Junte-se à comunidade em Telegrama, Instagram, Twitterou Linkedin.

Autor

Premiado comerciante de conteúdos SEO com uma paixão pela moeda criptográfica, a cadeia de bloqueio Elrond, e fornecendo informação e conhecimento através do poder das palavras escritas.